Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

CPAD Adultos – 3º Trimestre de 2020 – 09-08-2020 – Lição 6 – Neemias reconstrói os muros de Jerusalém

07/08/2020

Este post é assinado por Eliel Goulart

TEXTO ÁUREO

“Nunca mais se ouvirá de violência na tua terra, de desolação ou destruição, nos teus termos; mas aos teus muros chamarás salvação, e às tuas portas, louvor”.  Isaías 60.18

VERDADE PRÁTICA

Somente despertados, podemos vencer qualquer obstáculo para realizarmos a obra de Deus.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Neemias 1.1-4; 2.1-9

Neemias 3 

1 – As palavras de Neemias, filho de Hacalias. E sucedeu no mês de quisleu, no ano vigésimo, estando eu em Susã, a fortaleza,

2 – que veio Hanani, um de meus irmãos, ele e alguns de Judá; e perguntei-lhes pelos judeus que escaparam e que restaram do cativeiro e acerca de Jerusalém.

3 – E disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o cativeiro, lá na província estão em grande miséria e desprezo, e o muro de Jerusalém, fendido, e as suas portas, queimadas a fogo.

4 – E sucedeu que, ouvindo eu essas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus. 

Neemias 2 

1 – Sucedeu, pois, no mês de nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, que estava posto vinho diante dele, e eu tomei o vinho e o dei ao rei; porém nunca, antes, estivera triste diante dele.

2 – E o rei me disse: Por que está triste o teu rosto, pois não estás doente? Não é isso senão tristeza do coração. Então, temi muito em grande maneira

3 – e disse ao rei: Viva o rei para sempre! Como não estaria triste o meu rosto, estando a cidade, o lugar dos sepulcros de meus pais, assolado, e tendo sido consumidas as suas portas a fogo?

4 – E o rei me disse: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus

5 – E disse ao rei: Se é do agrado do rei, e se o teu servo é aceito em tua presença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu a edifique.

6 – Então, o rei me disse, estando a rainha assentada junto a ele: Quanto durará a tua viagem, e quando voltarás? E aprouve ao rei enviar-me, apontando-lhe eu um certo tempo.

7 – Disse mais ao rei: Se ao rei parece bem, deem-se-me cartas para os governadores dalém do rio, para que me deem passagem até que chegue a Judá;

8 – como também uma carta para Asafe, guarda do jardim do rei, para que me dê madeira para cobrir as portas do paço da casa, e para o muro da cidade, e para a casa em que eu houver de entrar. E o rei mas deu, segundo a boa mão de Deus sobre mim.

9 – Então vim aos governadores dalém do rio, e dei-lhes as cartas do rei. E o rei tinha enviado comigo chefes do exército e cavaleiros.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

O livro de Neemias é a autobiografia de um crente exemplar, piedoso e temente a Deus. Homem desprendido, que menosprezou oportunidades de uma carreira de funcionário público, de alto escalão, de luxo e prazeres no palácio do rei Artaxerxes, no reino da Pérsia, para ajudar voluntariamente os seus irmãos judeus na cidade de Jerusalém.

Neemias era um homem equilibrado, destemido e sábio. Conseguiu combinar a vida espiritual com a vida prática. Combinou experiência (passado), com perseverança (presente) e esperança (futuro).

Se pudéssemos perguntar diretamente a ele qual o conselho de vida que ele nos daria, certamente ele nos responderia: Orai e trabalhai.

O versículo bíblico que se aplica à biografia de Neemias é João 13.17 – “Se sabeis essas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes.”

I – DEUS RESPONDE ÀS ORAÇÕES DE NEEMIAS

1 – Deus envia emissário a Neemias

Neemias 1.1 e 2 – “As palavras de Neemias, filho de Hacalias. E sucedeu no mês de quisleu, no ano vigésimo, estando eu em Susã, a fortaleza, que veio Hanani, um de meus irmãos, ele e alguns de Judá; e perguntei-lhes pelos judeus que escaparam e que restaram do cativeiro e acerca de Jerusalém.”

Neemias, cujo nome significa ´O Senhor consola´, aparece pela primeira vez em Susã, o principal palácio dos reis da Pérsia, onde exercia o cargo de copeiro de Artaxerxes Longímano. Este apelido longímano lhe foi dado porque tinha a mão direita maior do que a esquerda.

Ser copeiro do rei era cargo de confiança, de alto escalão no serviço público, e de destaque e importância. Este cargo tinha característica sigilosa, e com acesso confidencial e frequente à presença do rei. Enfim, cargo cobiçado e de muita influência, haja vista, a Pérsia era a potência da época.

Hananias era irmão de Neemias, e ele e outros companheiros vieram da província de Judá, dando notícias daqueles que não foram levados cativos e dos que permaneceram na terra de Judá. Do restante dos cativos que voltou a Jerusalém e para outros locais de Judá.

Neemias vivia no palácio, com acesso ao rei, gozando de facilidades, de honras e de riquezas. Mas nunca se esqueceu que era da descendência de Abraão, que era do Povo da Promessa. Nunca seus pensamentos se afastaram de lembrar-se dos seus irmãos e preocupar-se com o bem-estar deles.

E perguntou a Hananias e aos seus companheiros recém-chegados da província de Judá, como estava o restante. Esta palavra ´restante´ não é de desprezo. É semelhante à usada, muitas vezes, pelo profeta Isaías: “o resto”. Uma parte pequena do todo. O que sobeja da parte de um todo. Restante aqui significa a pequena porção de Israel à qual o futuro haveria de pertencer profeticamente.  Isaías 10.20 diz-nos que os resíduos (Almeida Revista e Corrigida), ou os restantes (Almeida Revista e Atualizada) de Israel, os escapados, os remanescentes se estribarão, se apoiarão, se firmarão na confiança no Senhor, o Santo de Israel. E o próximo versículo, Isaías 10.21 diz: “Os restantes se converterão ao Deus forte, sim, os restantes de Jacó.” Portanto, quando Neemias e seu irmão Hanani chamaram aos que escaparam do cativeiro e aos que voltaram do cativeiro de ´restantes´, eles tão somente usaram a mesma expressão do profeta Isaías.

Jerusalém estava com os muros em ruínas, as portas queimadas e o povo empobrecido demais. Além de desarmada, sem proteção, Jerusalém estava abandonada.

Ruínas do Palácio de Susã.

2 – Neemias, angustiado, jejua e ora

Neemias 1.4 – “E sucedeu que, ouvindo eu essas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus”.

Muitas orações são registradas na Bíblia. A Bíblia registra 650 orações. E 450 respostas às orações.  As nossas individualidades – a essência que nos diferencia e distingue e que nos foi dada por Deus – aparece em qualquer de nossos atos e também em nossas orações.

Nesta oração de Neemias, há características próprias que se pode observar em qualquer oração de um crente temente a Deus. As marcas principais da oração de Neemias, no capítulo 5, versículos 5 a 11, devem ser também as marcas da nossa devoção:

1 – Reverência. O acesso com ousadia e confiança que esta Dispensação da Graça nos concede, não significa irreverência. De fato, Efésios 3.12 está escrito: “No qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.” E Hebreus 4.12 está escrito: “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” E mais, Hebreus 10.19 – “Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no Santuário, pelo sangue de Jesus.”  A confiança não é em nós mesmos, em alguma excessiva liberdade que beira o desrespeito. O mérito de ousadia e confiança é pela obra expiatória de Cristo Jesus no Calvário, é pelo sangue da redenção derramando a favor de muitos.

Se o crente sente que Deus é seu amigo, relembre sempre que Deus é seu Criador e Senhor.

2 – Adoração. A adoração origina-se, sobretudo, de quando o crente ora com coração humilde, fiel e alegre. Adorar a Deus é dever e privilégio de quem ora.

3 – Confissão. Neemias menciona “os pecados que pecamos contra Ti.” Ele se referia ao pecado nacional. Para ser aceitável, nossa confissão deve ser verdadeira. Uma consciência pura confessa as culpas pessoais e sente a conduta de nossa família, de nossa congregação e de nossa nação. Neemias diz duas coisas: nossas corrupções (quebra da aliança, do acordo) e nossas desobediências (aos mandamentos).

4 – Súplica. A petição de Neemias cita as promessas de Deus e as operações do Senhor no passado. Na versão em inglês King James o Salmo 56.13 foi traduzido como uma pergunta: “O Senhor livrou minha alma da morte, não livrarás também meus pés de caírem, para que eu possa andar diante de Deus na luz da vida?” Portanto, Neemias pediu que Deus Eterno, que fez promessas a Israel no passado, incluísse a geração nova, de seus dias, em tais promessas.

5 – Objetivo. A oração era definida, tanto que Neemias finaliza o registro de sua oração repetindo com objetividade a sua súplica: que ele era copeiro do rei, e que, então, a mente do rei lhe fosse favorável. Temos aqui um princípio marcante para o crente: antes de falar com o homem, sobre qualquer assunto, fale com o Senhor.

Neemias orou de dezembro até março, a mesma petição, repetidas vezes, até que se apresentou diante do rei Artexerxes.

3 – Deus responde às orações de Neemias

Neemias 2.4 – “E o rei me disse: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus”.

Deus respondeu à oração perseverante de Neemias, quando o rei lhe fez tal pergunta. Mas, ele não confiou em si mesmo, na sua inteligência, antes, orou ao Senhor. Romanos 8.14 – “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.” O Espírito Santo nos conduz a exaltar o Nome do Senhor Jesus.

Esta resposta de Deus à oração de Neemias, é uma ilustração admirável para nós, de quatro resultados abençoados que podemos praticar:

1 – Resultado de uma vida consagrada;

2 – Resultado de um hábito diário e perseverante de oração;

3 – Resultado de um coração humilde e fiel;

4 – Resultado de buscar na fonte transbordante e inesgotável: a presença de Deus.

4 – Deus despertou o rei a atender o pedido de Neemias

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que apoiamos o seguinte trabalho evangelístico:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada