Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

CPAD Adultos – 2º Trimestre de 2020 – 28-06-2020 – Lição 13 – A Batalha Espiritual e as Armas do Crente

24/06/2020

Este post é assinado por Eliel Goulart

TEXTO ÁUREO

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.” – Efésios 6.11

VERDADE PRÁTICA

O uso da armadura de Deus assegura a vitória do crente no campo da batalha espiritual.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Efésios 6.10 a 20.

10 – No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.

11 – Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo;

12 – porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

13 – Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.

14 – Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça,
15 – e calçados os pés na preparação do evangelho da paz;

16 – tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.
17 – Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus,

18 – orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos

19 – e por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho,

20 – pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

Chegamos ao final de mais um trimestre, pela bendita graça de Deus!

Hoje, estudaremos juntos a seção final da Carta aos Efésios, ou seja, o capítulo 6, versículos 10 a 24. Neste capítulo 6 da Carta aos Efésios há três expressões da vida espiritual:

1 – Poder.

2 – Oração.

3 – Paz.

Poder – através de exortação para vestir a armadura de Deus, e não apenas algumas peças, mas por completo.

Oração – nos versículos 18 e 19, Paulo ensina o ”quando”, o ”como”, o “por que” da oração.

Paz – nos versículos finais, depois de breve referência pessoal ao obreiro Tíquico, o apóstolo Paulo finda com uma bênção sobre a Igreja que tanto amava.

I – O PREPARO ESPIRITUAL DO CRENTE PARA A BATALHA

1 – Fortalecidos no poder do Senhor

Efésios 6.10 – “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.”

Estes versículos finais da Carta aos Efésios são dirigidos tão somente aos cristãos. Os mundanos não os entendem. São declarações que o mundo zomba e despreza, até porque não crê na existência de um reino espiritual. Não surpreende que descreem num reino espiritual, porque antes disso, os mundanos não creem em Deus e não tem fé para seguir ao Senhor Jesus.

Nos quartéis, há a ordem do dia. E, em geral, os militares atentam para ela. A ordem do dia para o soldado cristão é “Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.” A Igreja como um exército celestial está reunida e unida, e diante dela está o inimigo em posição de ataque, diariamente.

Meus amados, esta não é uma frase de auto ajuda ou de auto sugestão, que o crente vai repetindo e, às vezes, pode até ter algum efeito no ânimo da pessoa. O Evangelho não é crido e recebido por métodos psicológicos.

Devemos fortalecer-nos no Senhor e na força de Seu poder, primeiramente, porque enfrentamos um inimigo forte.

Pedro compara este inimigo a um leão que ruge procurando a quem devorar – I Pedro 5.18. Lembre-se que o arcanjo Miguel não se atreveu a falar com ele levianamente. Quando discutia a respeito do corpo de Moisés, “não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele”. Limitou-se a dizer-lhe: “O Senhor te repreenda”. Judas versículo 9. Ele é horrivelmente astuto, com manhas pegajosas e sutis armadilhas.

A segunda razão por que o crente deve fortalecer-se no Senhor e na força do Seu poder, é que não pode jamais de si mesmo, resistir no dia mau – Efésios 6.13.

Nós, os crentes desta geração, estamos vivendo os chamados “dias maus”. A porta larga é pregada nos púlpitos das igrejas evangélicas, e há denominações com cardápio para todos os gostos, até para quem estima e defende algum pecado. Nelas, as doutrinas fundamentais da fé são ignoradas.  Poucos crentes estão a buscar o crescimento no conhecimento de Deus. E, ainda que o irmão e a irmã, sejam do restante que ainda crê no Evangelho Pleno, fortalecer-se no Senhor e na força de Seu poder, renova nosso ânimo a não sair das fileiras do exército dos santos.

Por terceiro e por final, fortalecer-se no Senhor e na força de Seu poder, é tão necessário, porque no que se refere à salvação, esta se trata da individualidade do crente, e no que se refere ao caminhar do crente, esta se trata da unidade coletiva.  Porém, não é uma individualidade isolada.

Nesta Carta aos Efésios, Paulo trata da vida do crente na individualidade e na coletividade da Igreja. O crente como indivíduo vive como unidade plural. Somos da família de Deus. Tanto o nome de Deus quanto o nome do Senhor Jesus estão sobre nós, vinculando-nos aos irmãos e todos os irmãos vinculados a Deus. Dois versículos em Hebreus explicam isso:

Hebreus 2.11 – “…por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos.”

Hebreus 11.16 – “Pelo que também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus.”

Um pastor estava viajando à África, e fez passeio turístico por território onde animais selvagens viviam livremente. Estava junto com um grupo de turistas, transportados todos num jipe aberto, acompanhados por motorista e guia turístico. Pararam a menos de cinco metros de uma alcateia de leões. E o pastor perguntou ao experiente guia: “Por nós estarmos tão próximo dos leões, isto não seria perigoso demais? Se algum dos leões atacar, parece que não dará tempo de escapar.” Ao que lhe foi explicado que os leões viam o jipe com o grupo de pessoas como um todo coletivo, e isto os intimidava. Mas, se um turista descesse e caminhasse sozinho, seria atacado terrivelmente.

O inimigo é como um leão ao derredor, pronto a tragar o isolado, o que sai fora, mas se, na nossa individualidade estivermos unidos na coletividade da Igreja, nenhum ataque do adversário prosperará contra nós! Estar em plena comunhão na vida da Igreja é um dos significados, senão o mais necessário, para nós nos fortalecermos no Senhor e na força do Seu poder!

2 – Vigilantes em toda a oração e súplica

Efésios 6.18 – “Orando em todo tempo com toda a oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.”

A armadura do cristão exposta antes deste versículo 18, deve ser combinada com a oração. Em todo o tempo! A cada incidente do dia e da vida.

I Tessalonicenses 5.17 – “Orai sem cessar”.

Lucas 18.1 – “E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca desfalecer”.

Em Colossenses 1.3, 1.9 e 4.2 Paulo enfatiza: “…orando sempre por vós”“não cessamos de orar por vós…”“Perseverai em oração…”, o que já antes exortara aos crentes de Roma – Romanos 12.12.

Aqui em Efésios capítulo 6, a oração não é necessariamente a sétima arma do cristão. Ela é o modo de vida de quem veste a armadura e prossegue na batalha espiritual.

O que é orar em todo o tempo?

A oração em todo o tempo é espiritual: “No Espírito”, o mesmo conselho de Judas versículo 20: “Orando no Espírito”. Ora, sabemos que o Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis – Romanos 8.26. Do interior do coração para os lábios sinceros. Tanto a oração formal coletiva com a Igreja reunida no templo, quanto a individual e espontânea no secreto do nosso quarto.

A oração em todo tempo é perseverante. Em todas as ocasiões. Em todas as estações da vida: aprendendo na infância, firmando na adolescência, edificando na mocidade, prosseguindo na maturidade e descansando em oração na velhice.

A oração em todo o tempo é vigilante. Efésios 6.18 – “vigiando nisso com toda a perseverança” – orar vigiando é orar segundo as Escrituras. Neemias capítulo 4 exemplifica isto para nós em termos espirituais: quando estava liderando a reconstrução dos muros de Jerusalém, após retornar da Babilônia, eles trabalhavam da seguinte maneira: cada trabalhador que ajudava a reconstruir os muros, trabalhava com a ferramenta numa mão e na outra a arma. Vigiavam e perseveravam. Na ocasião deste antigo passado, eles enfrentaram quatro ataques:

(1) o da zombaria, com os inimigos fazendo pouco caso do esforço deles em reconstruir os muros;

(2) como o escárnio e o descaso não fizeram efeito, então os inimigos de Israel planejaram um ataque armado. Três inimigos se uniram contra o Povo de Deus: arábicos, amonitas e asdoditas. O mundo, a carne e o diabo são os inimigos do crente que quer pôr muros de separação entre sua busca de santidade e o mundanismo, entre a carnalidade e a busca em ser cheio do Espírito Santo, entre o agradar a Deus e o resistir a influência maligna. O que Neemias fez? Ele orou e armou-se. O crente ora e arma-se com a Palavra de Deus. Neemias 4.9 – “Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles. Entende-se melhor aqui o que significa “orando em todo o tempo”. O crente não para com suas atividades diárias. É viver sempre naquele espírito interior de oração;

(3) o terceiro ataque do inimigo foi pela calúnia. Caluniar é imputar a alguém o que ele não fez e o que ele não é. É uma afirmação falsa, desonrosa que, às vezes, se liga a uma meia verdade, como se diz. A calúnia é arma do diabo, o pai dos caluniadores.

(4) O quarto ataque foi a traição. Um profeta que convivia com Neemias, foi subornado pelo inimigo, e propôs-lhe refugiar-se no Templo. Isto era contrário à Palavra de Deus, pois não sendo sacerdote, Neemias não poderia entrar assim no Templo – Números 18.7 – “O estranho que se chegar morrerá”. Neemias, por viver em oração, discerniu que a profecia era falsa, pois ia contra o mandamento da Palavra de Deus.

Por isso, aqui escrevi antes, “Orando em todo o tempo… e vigiando nisso. Oração misturada com a Palavra de Deus.

A oração em todo o tempo é intercessora. Efésios 6.18 – Súplica por todos os santos”. É a oração que se baseia na comunhão dos santos. O que é oração intercessora? É o ato espiritual de orar por outra pessoa. Tem uma incompreensão entre nós, de que intercessor é um ministério, uma chamada especial. Pensar assim é viver muito enganado. A Bíblia revela que todos os crentes são chamados para interceder.

Enfim, o crente não tem motivos para esperar bênçãos sem oração e petições ao Senhor. Hebreus capítulo 5 lembra-nos que Elias era homem, como eu e você, com a mesma nossa natureza, e orou a primeira vez, pedindo que não chovesse, e não choveu sobre a terra. Elias orou outra vez… o irmão e a irmã têm perseverado em pedir outra vez? “Orando em todo o tempo… e vigiando nisso com toda a perseverança…”. Elias orou outra vez e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto. Repito: o crente não tem motivos para esperar bênçãos sem orar, e sem perseverar orando. O céu deu chuva, significa as bênçãos celestiais. As dádivas que vem de cima. A terra produziu o seu fruto, significa o sustento e as bênçãos próprias das coisas desta vida.

O que é orar em todo o tempo? É estar sempre naquele espírito interior de oração.

II – CONHECENDO O CAMPO DA BATALHA ESPIRITUAL

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que apoiamos o seguinte trabalho evangelístico:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada