Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

CPAD Adultos – 2º Trimestre de 2020 – 03-05-2020 – Lição 5: Libertos do pecado para uma nova vida em Cristo

26/04/2020

Este post é assinado por Eliel Goulart

TEXTO ÁUREO

“Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo […]. “– Efésios 2.4,5

VERDADE PRÁTICA

Por meio da maravilhosa graça divina fomos libertos do pecado, perdoados e salvos da condenação e, ainda, recebemos o direito à vida eterna.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Efésios 2.1-10 

1 – E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,

2 – em que, noutro tempo, andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que, agora, opera nos filhos da desobediência;

3 – entre os quais todos nós também, antes, andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.

4 – Mas, Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,

5 – estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),

6 – e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;

7 – para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.

8 – Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus.

9 – Não vem das obras, para que ninguém se glorie.

10 – Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

Nesta lição, avançamos para aprender as revelações apresentadas nos dez primeiros versículos do capítulo 2 da Carta aos Efésios.

Nesta seção da Carta aos Efésios somos ensinados que o poder de Deus foi manifestado com relação ao crente de três maneiras:

1 – Ressurreição espiritual: 2.1 a 5;

2 – Ascensão espiritual: versículo 6.

3 – Poder espiritual: 2.7 a 10.

Poder para praticar boas obras e viver a graça de Deus neste tempo e por toda a eternidade.

I – A ANTIGA NATUREZA MORTA EM OFENSAS E PECADOS

1 – Nossa condição anterior

Efésios 2.1 – “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados.” 

Ofensas substantivo grego paráptoma – literalmente, cair de lado por um passo em falso. Tem o sentido moral. E a ideia tanto de erro não intencional quanto de transgressão voluntária. Ocorre 21 vezes no Novo Testamento. (Strong e Léxico Grego de Thayer).

Pecados substantivo grego hamartia, que é o termo geral para ´pecado´. Tem a ideia de perda por não atingir o alvo. Ou errar o alvo, o conceito mais popularmente conhecido.

Colossenses 2.13 – “E, quando vós estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas.”

Originalmente, a expressão ´e vos vivificou´ não consta dos originais. Mas, os nossos tradutores transliteraram ‘e vos vivificou´, adiantando o que Paulo esclareceu no versículo 5, adiante: “Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos).“ Os tradutores bem fizeram em antecipar a afirmação do quinto versículo. Porque aqui está o ponto. Deus nos vivificou, estando nós espiritualmente mortos.

Estávamos contra a Lei de Deus e contra a santidade de Deus. Andávamos segundo o curso deste mundo, e quanto a qualquer referência às coisas espirituais nós não estávamos enfraquecidos, ou parcialmente incapazes. Nós estávamos mortos! Sem sentido, sem reação às coisas divinamente espirituais. Sem olhos para ver, sem ouvidos para ouvir, sem sensibilidade para sentir.

2 – Nossas ofensas e pecados

Efésios 2.2 – “Em que, noutro tempo, andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que, agora, opera nos filhos da desobediência.”

Três inimigos do crente, três piores guias para qualquer vida espiritual: o mundo, o diabo e a carne – versículo 3: “…andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos.“

“Andastes, segundo o curso deste mundo’. – Efésios 2.2b.

Mundo – O que é o mundo?

É tudo aquilo que afasta o crente de Deus.

Li que a lua, quando se interpõem entre a terra e o sol, causa o eclipse lunar. Porém, em termos de comparação ilustrativa, a lua tem o tamanho de uma bola de tênis, e o sol o tamanho de uma bola de basquete. E mesmo assim, a lua consegue escurecer a luz do sol sobre a terra.

Se o crente não vigiar, pequenas coisas na nossa vida diária, vão obscurecendo a luz do Evangelho de Cristo no nosso viver.

Por mais que o crente argumente: “Não tem problema! “, referindo-se a alguma prática que lhe traz perdas na comunhão com Deus, tal prática esfria o amor pela Casa de Deus, desvaloriza a bênção de relacionar-se com os irmãos em Cristo; a sua Bíblia torna-se um livro empoeirado na estante, e começa a concordar com as opiniões deste mundo.

Começa a concordar e até defender este sistema anti Deus, anti Bíblia, anti Igreja, anti obreiro, anti princípios cristãos. E, de repente, o crente vai se conformando (tomando a forma, usando o mesmo molde, a mesma medida deste mundo), e concorda com o que o mundo opina sobre aborto, sobre padrões morais: virgindade e castidade, adultério, divórcio, movimentos e práticas homossexuais; endurece o coração contra os dízimos e ofertas, aborrece seus irmãos e tudo isso ainda se gabando de ser ´cristão´. Se o irmão e a irmã está se acovardando diante das opiniões deste mundo, trago à sua memória o que o Senhor Jesus falou em Lucas 16.15 – “Porque o que entre os homens é elevado perante Deus é abominação.“

Quando cultua, não traz o seu melhor para adorar ao Senhor. Divaga-se em vários pensamentos e imaginações, distrai-se pela menor atração alheia ao culto, cansa-se facilmente… assiste a um filme de duas horas, com todo o foco de atenção, e até se irrita quando alguém conversa brevemente com ele, mas não se importa de ter o seu culto ao Senhor interrompido por coisas sem valor.

Malaquias capítulo 1º, Deus reclama a reverência diante de Sua soberania e senhorio. O profeta denuncia que o povo trazia animal cego para sacrificar, e argumentava: Isso não faz mal! Trazia ao culto o animal coxo, pestilento e argumentava: “Não faz mal!“ Então, o Senhor propôs a eles: Dá este animal cego, manco e enfermo de presente ao governador, ao prefeito da cidade. E ainda mais, os crentes daquela época do profeta Malaquias estavam murmurando dos cultos: Que canseira! E desprezando as reuniões solenes e a mesa do Senhor.

Deus exortou que no lugar de bênção, receberiam maldição.

Tudo isto, e muito mais, é o que o andar conforme o curso deste mundo faz contra a vida espiritual do crente.

Meu amado, o Senhor Jesus “se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente mundo mau…”  – Gálatas 1.4.

“Andastes, […] segundo o príncipe da potestade do ar“ – Efésios 2.2c.

Diabo – O diabo, mais antigo inimigo, com vasta influência e controle das tendências, dos modismos e movimentos mundanos, é descrito aqui como ´o príncipe da potestade do ar´, parecendo referir-se à sua liderança sobre os anjos caídos.

A influência moral, ou melhor, imoral que ele opera nos filhos da desobediência, pode ser inferida quando seu caráter é descrito na Bíblia: ele peca desde o princípio – I João 3.8.

Seu nome mau está associado à queda de Adão, ao homicídio de Abel e à traição de Judas:

A – Em João 13.2 diz-nos que o diabo pôs a traição no coração de Judas.

B – Em Lucas 8.12 diz-nos que o diabo tira a palavra do coração dos que a ouvem, para não crerem e serem salvos.

C – Em Atos 5.3 diz-nos que ele encheu o coração de Ananias de mentira e falsidade.

D – Em II Tessalonicenses 2.10 diz-nos que ele age com toda a ilusão da injustiça.

Ou seja, ele opera na mente e no coração dos que andam segundo sua maligna influência.

O diabo é o opositor do Povo de Deus, e como escreveu Martinho Lutero, ´o contrafator de Deus´. Vede que livramento o Senhor Jesus nos deu, a nós que andávamos segundo o príncipe da potestade do ar, como filhos da desobediência.

Por que filhos da desobediência?

Porque se recusam a obedecer a Deus. Paulo volta a citar os filhos da desobediência em Efésios 5.6 – “Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.“ Que coisas vem trazidas pelo diabo sobre a vida de quem anda segundo o mundo a carne e o diabo?

Efésios 5.3 a 5 dá uma pequena lista: pecados sexuais, impureza, ganância, as histórias moralmente sujas, a conversa indecente, as brincadeiras inconvenientes. Por duas vezes Paulo adverte que estas coisas não são para os crentes. Estas coisas não nos convêm.

O versículo 5 diz-nos assim: “nenhum fornicador, ou impuro, ou avarento […] tem herança no Reino de Cristo e de Deus.“ 

Fornicador é do grego pórnos, donde vem a palavra em português, pornografia, ou seja, qualquer tipo de imoralidade. Impuro é, literalmente, o que se mistura. Nas traduções desta palavra no Novo Testamento, é sinônimo de sujo, de lascívia e até de demoníaco. Avarento é o cobiçoso, que frauda para ter o que quer e além do que é justo ter. Que despreza o direito dos outros. O avarento sempre está desejoso de mais, e dedica sua vida ao ter. Por isso, Paulo compara à idolatria: devoção pelos bens deste mundo que jaz no maligno.

“Andávamos fazendo a vontade da carne e dos pensamentos” – Efésios 2.3.

Carne – a carne é um termo amplo que inclui muito mais do que a lista que citamos acima. Trata-se da natureza adâmica. Da natureza caída que nós nascemos com ela.

O salmista Davi compreendeu que nasceu com esta natureza caída, quando disse no Salmo 51.5 – “…e em pecado me concebeu minha mãe. “

Há diferença entre as palavras pecado (singular), pecados (plural) e pecadores.

Pecado é a queda adâmica dentro de nós. A natureza pecaminosa que nos inclina e motiva à desobediência a Deus, que nos induz ao caminho da concupiscência (o grande desejo pelas obras carnais) e as paixões carnais.

O pecado, no singular, relaciona-se com a nossa natureza.

Os pecados, no plural, relacionam-se com a nossa conduta exterior. São o que Paulo chama em Romanos 8.13 de os feitos do corpo. E o pecado, no singular, a lei interior que comanda nossos membros.

Dos pecados, no plural, a Bíblia nos ensina que precisamos do perdão. Mateus 26.28: “Porque isto é o meu sangue, o sangue do Novo Testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.

Atos 2.38 – “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.”

Atos 10.43 – “A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele creem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome.“

Do pecado, no singular, da natureza pecaminosa, a Bíblia nos ensina que precisamos de libertação.  

Romanos 6.18 – “E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça. “

Romanos 6.22 – “Mas, agora, libertados do pecado e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. “

O pecado é um princípio da queda dentro de nós. É a nossa natureza.

Os pecados são atos cometidos por nós, são os atos cotidianos.

Pecado é o que somos. Pecados é o que fazemos.

Por isso Jeremias 7.3 diz-nos para melhorarmos os nossos caminhos (o que somos) e as nossas obras (o que fazemos).

Para tratar com o pecado, a natureza caída do nosso homem interior, precisamos de santificação.

Para tratar com os pecados, nossas condutas exteriores, precisamos da justificação.

Enfim, Efésios 2.3 diz-nos que andávamos fazendo a vontade da carne e dos pensamentos, porque somos pecadores. Somos pecadores não por causa de acúmulo de pecados, mas porque é a nossa natureza.

E os que são servos do Senhor Jesus, também são pecadores?

Permita-me usar a seguinte expressão para distinguir: somos pecadores arrependidos. E os que continuam andando segundo a vontade da carne e dos pensamentos vivem em estado deliberado de pecado.

II – VIVIFICADOS PELA GRAÇA

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que apoiamos o seguinte trabalho evangelístico:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada