Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

CPAD Adultos – 1º Trimestre de 2020 – 12-01-2020 – Lição 2: A criação de Eva, a primeira mulher

09/01/2020

Este post é assinado por Eliel Goulart

Texto Áureo

“E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada.” – Gênesis 2.23

Verdade Prática

Na criação divina, a mulher é tão importante quanto o homem; ambos se completam e são igualmente importantes ao Reino de Deus.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Gênesis 2.18 a 25 

18 E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele. 

19 Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo animal do campo e toda ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome. 

20 E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para o homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele.

21 Então, o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar.

22 E da costela que o Senhor Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. 

23 E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. 

24 Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. 

25 E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam.

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!

Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.

A criação da mulher ensina-nos os seguintes princípios:

1 – da diferença;

2 – da complementariedade;

3 – da igualdade essencial;

4 – da unidade.

Da diferença, porque macho e fêmea os criou. A sexualidade abrangente das condições físicas, glandulares, emocionais, psicológicas.

Da completude, porque com missões diferentes, tais missões quando executadas em harmonia com os mandamentos bíblicos, complementam-se.

Da igualdade, porque Adão se referiu à mulher como “osso dos meus ossos e carne da minha carne”. Em essência, a igualdade prevalece. Uma igualdade que não se confunde. Igualdade essencial.

Da unidade, porque a união originou-se em Deus: “e serão ambos uma só carne.” O Pregador bem expressou tal união: “Melhor é serem dois do que um…e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” – Eclesiastes 4.9 e 12. A unidade do homem e da mulher se dá com a Presença de Deus.

I – A MULHER NO PLANO DE DEUS

1 – A mulher já estava nos planos de Deus

Gênesis 1.27 – “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.”

Observe a tríplice repetição da palavra ´criou´. Esta repetição por três vezes no mesmo versículo, enfatiza a negação das modernas teorias da evolução, ensinadas às nossas crianças e jovens, como verdades absolutas.

Em contraposição, Deus criou. E a repetição tríplice de criou – hebraico bara´: criar dando forma –  enfatiza a proclamação de três verdades aqui:

1 – a criação original divina;

2 – a doutrina da criação especial;

3 – a doutrina da distinção: macho e fêmea.

Certamente, entendemos haver dois estágios da criação do homem. Um estágio geral e, depois em Gênesis 2.18 a 25 – Leitura Bíblica em Classe – o estágio específico. Em ambos a mulher está nos planos divinos.

  • Um estágio de relação com Deus – criados à Sua imagem.
  • Um estágio de relação entre si – “osso dos meus ossos e carne da minha carne”.

Martinho Lutero comenta que neste Gênesis 1.27 a mulher participa da imagem e do domínio.

  • Imagem de Deus para O representar.
  • Domínio delegado por Deus para exercer autoridade em Seu Nome.

2 – A decisão de formar a mulher

Gênesis 2.18 – “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele.”

No último dia da criação cinco eventos importantes ocorreram:

1 – a criação do homem;

2 – a instituição do trabalho;

3 – a nomeação dos animais;

4 – a criação da mulher;

5 – a instituição do casamento.

“Far-lhe-ei” – verbo hebraico asah. Fazer com propósito.

A decisão de criar a mulher demonstra que Deus tem propósitos em Seus santos atos. Ora, o homem foi criado como um ser social. Ele sente necessidade de agregar-se ao outro.

E, neste contexto, o ato divino da criação da mulher ensina-nos contra a solidão e a favor do companheirismo: bom para o desenvolvimento pleno do homem, bom para o aperfeiçoamento moral e bom para a alegria prazerosa no casamento verdadeiramente abençoado.  

3 – A mulher, uma pessoa necessária

Pastor Eliel Goulart

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que apoiamos o seguinte trabalho evangelístico:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada