Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Central Gospel – 3º Trimestre 2020 – 19-07-2020 – Lição 2 – Oseias, o marido traído

08/07/2020

Esse post é assinado por Cláudio Roberto de Souza

TEXTO BÍBLICO BÁSICO

Oséias 1:2-3
​2 O princípio da palavra do SENHOR por Oseias; disse, pois, o SENHOR a Oseias: Vai, toma uma mulher de prostituições e filhos de prostituição; porque a terra se prostituiu, desviando-se do SENHOR.
3 E foi-se e tomou a Gomer, filha de Diblaim, e ela concebeu e lhe deu um filho. (ARC)

Oséias 4:6
6 O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. (ARC)

Oséias 7:3-4
3 Com a sua malícia alegram ao rei e com as suas mentiras, aos príncipes.

4 Todos eles são adúlteros: semelhantes são ao forno aceso pelo padeiro, que cessa de atear o fogo, desde que amassou a massa até que seja levedada. (ARC)

TEXTO ÁUREO

Oséias 14:1
​1 Converte-te, ó Israel, ao SENHOR, teu Deus; porque, pelos teus pecados, tens caído. (ARC)

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Entender que para transmitir uma mensagem convincente a um povo infiel, Deus pode adotar medidas não convencionais;
  • Compreender que, apesar da infidelidade de seu povo, o Eterno ainda oferece uma oportunidade de arrependimento;
  • Saber que o Senhor promete restauração a quem demonstrar sincero arrependimento.

PALAVRA INTRODUTÓRIA

Paz seja convosco nobres companheiros(as) do ministério do Ensino.

Iniciaremos os nossos estudos acerca dos livros que compõe a divisão dos Profetas Menores do A.T.

O livro de Oseias é o primeiro entre os Profetas Menores e o mais extenso entre eles. Sua literatura é considerada pelos estudiosos como sendo um dos maiores exemplos da graça de Deus em favor do seu povo, tanto que é chamado de “o profeta da graça”.

O livro de Oseias é uma grande exortação ao arrependimento dirigida às dez tribos, durante os quarenta ou cinquenta anos antes do seu cativeiro.

Sobre a vida do profeta, sabemos que era filho de Beeri (Os 1.1), que se casou sobre o mandamento divino com uma meretriz de nome Gomer, filha de Diblaim (Os 1.2-3), teve três filhos, a saber: Jezreel e Lo-Ruama (Os 1.4,6) e Lo-Ami (Os 1.8-9), cujos significados proféticos veremos mais adiante.

Acredita-se que ele tenha sido natural do Reino do Norte e que por isso conhecia as más condições existentes em Israel. Este fato deu um peso especial à sua mensagem.

Hernandes Dias Lopes afirma o ministério de Oseias estendeu- se por várias décadas. Sua profecia é entregue no período de maior prosperidade financeira e também no tempo de maior decadência espiritual. Como nenhum outro, ele abordou de forma eloquente o amor perseverante de Deus a um povo rebelde e recalcitrante.

Acrescenta-se que o texto do livro de Oseias é considerado pelos estudiosos como um dos mais confusos de todo o Antigo Testamento, sendo quase impossível esboçá-lo, devido à falta de lógica e conexão entre as diversas partes. Isso deve ser atribuído à intensa emoção do profeta. O livro tem sido chamado de “uma sucessão de convulsões”.

Sobre isso, o professor do A.T. e teólogo Clyde Francisco diz que poderíamos chamar o livro de Oseias de diário de um soldado, escrito na frente de batalha, no meio dos petardos das granadas ou em um navio na tempestade, levado de um lado para outro, lutando para manter-se no rumo desejado. Esse livro é surpreendentemente grande. Contém algumas das mais nobres passagens da Bíblia e é citado algumas vezes no Novo Testamento (Mt 2.15; 9.13; 12.17; Lc 23.30; Rm 8.25-28; 1 Co 15.55; Ap 6.16).

A apostila da IBADEP e o escritor e teólogo Donald Stamps (Bíblia de Estudo Pentecostal) destacam que a profecia de Oséias foi a última tentativa de Deus em levar Israel a arrepender-se de sua idolatria e iniquidade persistentes, antes que Ele entregasse a nação ao seu pleno juízo. O livro foi escrito com o objetivo de revelar:

  • Que Deus conserva seu amor ao seu povo segundo o concerto, e deseja intensamente redimi-lo de sua iniquidade;
  • Que consequências trágicas se seguem quando o povo persiste em desobedecer a Deus, e em rejeitar-lhe o amor redentor. A infidelidade da esposa de Oséias é registrada como ilustração da infidelidade de Israel. Gomer vai atrás de outros homens, ao passo que Israel corre atrás de outros deuses. Gomer comete prostituição física; Israel, prostituição espiritual.

1 – O NOME DO PROFETA

O nome Oseias era muito comum em Israel. Assim foi chamado o último rei do Reino do Norte. No hebraico é “Howshea”, procedente de “yasha” uma raiz primitiva cujo significado é: 1) salvar, ser salvo, ser libertado 1a) (Nifal) 1a1) ser liberado, ser salvo, ser libertado 1a2) ser salvo (em batalha), ser vitorioso 1b) (Hifil) 1b1) salvar, libertar 1b2) livrar de problemas morais 1b3) dar vitória a (Dicionário Strong). De forma simples o significado do nome é: Deus salva, ou salvação, e é equivalente a Josué e Jesus. O nome do profeta já trazia em si um chamado ao arrependimento e uma semente de esperança.

O teólogo James Wolfendale diz que o nome Oseias está em contraste com a sua missão, anunciar a ruína de Israel, mas em harmonia com a sua vocação, proclamar a libertação após o julgamento.

1.1 – A data do livro

O estudo da cronologia bíblica é controverso, pois as linhas teológicas que se debruçam sobre o tema divergem quanto aos cálculos das datas, no entanto, o livro de Oseias, nos informa que sua chamada profética se deu durante os dias de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá. Leiamos:

Oséias 1:1
​1 Palavra do SENHOR que foi dita a Oseias, filho de Beeri, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz, Ezequias, reis de Judá, e nos dias de Jeroboão, filho de Joás, rei de Israel. (ARC)

Mesmo municiados de tais informações, os estudiosos situam as profecias de Oseias entre 715 e 710 a.C ou 750 e 740 a.C. A relevância não está na data, mas na realidade dos fatos registrados no livro.

Richard Leroy Hoover descreve que Oseias foi contemporâneo de Amós e Jonas (outros profetas de Israel – Reino do Norte) e Isaías e Miqueias (profetas de Judá – Reino do Sul).

1.2 – O destinatário

Oséias provinha de Israel, e não de Judá. Seguem alguns fatos que evidenciam que ele profetizou à sua nação:

  • Em suas numerosas referências a “Israel” e “Efraim”, as duas principais designações do Reino do Norte;
  • Em sua referência ao Rei de Israel, em Samaria, como “nosso rei (Os 7.5);
  • Em sua intensa preocupação com a corrupção espiritual, moral, política e social de Israel.
  • Em sem conhecimento sobre o território de Israel com citações de lugares geográficos (Os 6.8);
  • Em suas informações detalhadas sobre os cultos a divindades pagãs prestadas em cada região de Israel e a própria mentalidade caída do povo (Os 8.5-6; 10.5; 9.15).

O ministério de Oséias, no Reino do Norte, seguiu-se logo após ao ministério de Amós que, embora fosse de Judá, profetizou a Israel. Amós e Oséias são os únicos profetas do Antigo Testamento, cujos livros foram dedicados inteiramente ao Reino do Norte, anunciando-lhe a destruição iminente.

2 – UM CASAMENTO INDESEJADO

Evangelista Cláudio Roberto de Souza

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos que mantemos uma parceria missionária com a EQUIPE SEMEAR, localizada na cidade de Uberaba – MG, que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada