Ensinando e fazendo Missões

Acesse os esboços por categorias


Buscar no blog

Nossos Esboços

Betel Jovens – 2º Trimestre de 2019 – 12-05-2019 – Lição 6: O verdadeiro cidadão do céu

09/05/2019

Este post é assinado por Carlos Henrique Soares

TEXTO DE REFERÊNCIA

1 Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo monte?

2 Aquele que é íntegro em sua conduta e pratica o que é justo, que de coração fala a verdade

3 e não usa a língua para difamar, que nenhum mal faz ao seu semelhante e não lança calúnia contra o seu próximo,

4 que rejeita quem merece desprezo, mas honra os que temem ao Senhor, que mantém a sua palavra, mesmo quando sai prejudicado,

5 que não empresta o seu dinheiro visando lucro nem aceita suborno contra o inocente. Quem assim procede nunca será abalado! Sl 15.1-5

VERSÍCULO DO DIA

Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo monte? Sl 15.1

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Conhecer as características de um verdadeiro servo de Deus;
  • Entender que não se chega no céu de qualquer maneira;
  • Aplicar estes ensinamentos na vida cotidiana;

INTRODUÇÃO

Paz do Senhor!

As evidências arqueológicas sugerem que era costume no Antigo Oriente Médio informar os adoradores das exigências cultuais (morais ou rituais) necessárias para que alguém recebesse permissão para entrar num templo. O salmo 15, provavelmente era usado com esse propósito no santuário-tenda de Davi e mais tarde no templo em Jerusalém.

Um grupo de peregrinos se aproximava dos porteiros e se informava sobre as condições de entrada (Sl 15.1).

Você se considera um cidadão (ã) dos Céus? Você tem certeza que vai morar no Céu?

O Salmo 15 nos mostra com precisão qual será o tipo de pessoa que irá morar com Deus, se você se encaixar neste padrão, Glória a Deus, mas, se estiver algo em tua vida em desconforme, é melhor entrar no eixo, enquanto há esperança.

Davi questiona a Deus qual seria o tipo de pessoa que irá habitar em Seu Tabernáculo, ou residir no santo monte (Sl 15.01). Eu não sei como foi que Deus deu a resposta a Davi, mas que ela veio como um soco no rosto de muita gente, isso veio. Se a nossa vida não estiver dentro desta palavra, estamos distantes de Deus.

1 – UM SALMO EXORTATIVO

36 Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?
37 Ou, o que o homem poderia dar em troca de sua alma Mc 8.36,37.

Muitas pessoas se passam a vida procurando prazer. Jesus disse, entretanto, que o prazer centrado nas posses, a posição ou no poder, ao fim e ao cabo não valem de nada. Tudo o que possua na terra é temporária; não deve obter-se em troca de sua alma. Se trabalhar arduamente para conseguir o que quer, é possível que chegue a ter uma vida “prazenteira”, mas ao final verá que é oca e vazia. Está disposto a fazer da busca de Deus um pouco mais importante que a egoísta busca do prazer? Siga a Jesus e saberá o que significa realmente desfrutar da vida e de uma vez ter vida eterna.

1.1– Uma instrução grandiosa

Davi conhecia o tabernáculo terrestre, que fora construído no deserto. Era um lugar santo. Ali, manifestava-se A PRESENÇA DE DEUS. Davi também sabia da existência de um tabernáculo melhor, eterno, nos céus. Mas queria saber quem seriam seus habitantes.

No Novo Testamento encontramos perguntas semelhantes a estas, vejamos:

  • O Jovem rico: Como obter a vida eterna? (Lc 18:18);
  • O carcereiro de Filipos: O que é necessário fazer para me salvar? (At 16:30).

1.2 – Ser sincero, justo e verdadeiro

Tabernáculo e monte santo são palavras intercambiáveis que descrevem o principal centro da adoração israelita: a morada de Deus.

Na poesia hebreia o esquema de repetição se encontra mais no pensamento que na consonância ou rima.

O Salmo 14 ensina a universalidade do pecado: todos são pecadores, e não há quem busque a Deus. Mas, de acordo com o Salmo 15, como poderia um pecador sequer pensar na possibilidade de entrar na presença de Deus? Após a revelação do Salmo 14, é lógico pensar na impossibilidade de termos acesso a Deus. Entretanto o Salmo 5.7 diz: “que é pela riqueza da misericórdia de Deus que entramos na Sua casa, e nos prostramos diante do Seu santo templo, no seu temor.”

É pela graça de Deus que somos transformados de pecadores em santos. Somente os santos habitarão no Seu “santo monte”.

1º ser sincero

A palavra sincera foi inventada pelos romanos. Eles fabricavam certos vasos de uma cera especial. Essa cera era, às vezes, tão pura e perfeita que os vasos se tornavam transparentes. Em alguns casos, chegava-se a se distinguir um objeto – um colar, uma pulseira ou um dado, que estivesse colocado no interior do vaso. Para o vaso assim, fino e límpido, dizia o romano vaidoso: “– Como é lindo!!! Parece até que não tem cera!!!”.

“Sine cera” queria dizer “sem cera”, uma qualidade de vaso perfeito, finíssimo, delicado, que deixava ver através de suas paredes e da antiga cerâmica romana.

O vocábulo passou a ter um significado muito mais elevado. Sincero, é aquele que é franco, leal, verdadeiro, que não oculta, que não usa disfarces, malícias ou dissimulações. O sincero, à semelhança do vaso, deixa ver através de suas palavras os nobres sentimentos de seu coração.

Sincera é uma palavra doce e confiável, é uma palavra que acolhe… E essa é uma palavra que deveria estar no vocabulário de toda alma.

2º praticar justiça

A origem é o Latim JUSTITIA, “direito, equidade, administração da Lei”, de JUSTUS, “correto, justo”, de JUS, “direito, correto”, também “lei, direito legal”.

O conceito de Justiça tem a sua origem no termo latino “iustitĭa” e refere-se a uma das quatro virtudes cardinais (ou cardeais), e significa aquela constante e firme vontade de dar aos outros o que lhes é devido. A Justiça é aquilo que se deve fazer de acordo com o direito, a razão e a equidade. Justiça é um conceito que se refere a um estado ideal de interação social em que há um equilíbrio, que por si só, deve ser razoável e imparcial entre os interesses, riquezas e oportunidades entre as pessoas envolvidas em determinado grupo social. Este conceito está presente nos estudos de direito, filosofia, ética, moral e religião. Suas concepções e aplicações práticas variam de acordo com o contexto social e sua perspectiva interpretativa, o que origina controvérsias entre pensadores e estudiosos. Na bíblia católica a Justiça percorre todas as páginas e é alvo de todos os escritos sagrados, pois Deus é um Deus de Justiça que leva a sua Justiça a cada ser humano em particular resgatando sua dignidade e o colocando em harmonia com toda a sua obra criadora.

3º Que fala verazmente

Adjetivo Verdadeiro; que fala sempre a verdade; que se expressa de modo verdadeiro, real, exato: discurso veraz. Verídico; em que há ou demonstra verdade: alegação veraz. Igual; que é exatamente perfeito ou idêntico ao original: cópia veraz.

Pessoas de bom caráter, que tem compromisso com a honra da palavra empenhada.

2 – NÃO DIFAMA E NÃO FAZ MAL AO PRÓXIMO

Pr. Carlos Henrique Soares

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Copyright Março 2017 © EBD Comentada