Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Betel Adultos – 2 Trimestre 2020 – 05-04-2020 – Lição 1 – Salmos: um guia devocional para o cristão

02/04/2020

Este post é assinado por Leonardo Novais de Oliveira

TEXTO ÁUREO

“Cantai louvores ao Senhor com a harpa; com a harpa e a voz do canto.” Salmo 98.5 

TEXTOS DE REFERÊNCIA

SALMO 42 

1 – Como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! 

SALMO 44 

1 – Ó Deus, nós ouvimos com os nossos ouvidos, e nossos pais nos têm contado os feitos que realizaste em seus dias, nos tempos da antiguidade. 

SALMO 45 

1-O meu coração ferve com palavras boas; falo do que tenho feito no tocante ao Rei; a minha língua é a pena de um destro escritor.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Apresentar uma visão panorâmica dos Salmos. 
  • Mostrar a importância dos cânticos. 
  • Destacar alguns termos específicos dos Salmos.

INTRODUÇÃO

Olá irmãos e irmãs, Paz do Senhor.

Começamos um novo trimestre e, com ele, uma grande oportunidade de aprender sobre a Palavra de Deus.

Neste trimestre aprenderemos sobre o livro dos Salmos que contem preciosas lições a respeito de diversos assuntos relacionados a vida cristã.

Os Salmos sempre foram utilizados pelos cristãos para ler palavras de encorajamento, louvor e esperança e eles falam a respeito destes temas e de vários outros, inclusive sobre a imprecação, que é a oração pedindo a Deus que puna os inimigos.

Apesar de aparentemente serem fáceis de se interpretar, para estudarmos os Salmos da forma correta, faz-se necessário conhecermos os aspectos sócio econômicos culturais e históricos da época em que os mesmos foram escritos.

As regras da hermenêutica (princípios de interpretação) são claras e nos ensinam que no caso da interpretação bíblica, a própria Bíblia se interpreta e, para isto, precisamos ler o contexto. Se não conseguirmos, podemos fazer uma leitura em outras traduções e, caso ainda tenhamos dúvidas, podemos utilizar os significados das línguas originais para que possamos saber exatamente o que o escritor queria dizer.

Um dos grandes segredos do processo interpretativo de qualquer texto é conseguir descobrir o que o escritor queria realmente dizer e, em se tratando da Bíblia, o escritor mora dentro de nós, aleluia.

Voltando à lição, o livro dos Salmos é considerado o “hinário de Israel”, e seu nome no hebraico é “tehillim” que significa “cânticos de louvor” e no grego é “psalms” que indica um tipo de canto para ser entoado com instrumentos de corda.

É interessante reforçarmos que os judeus compõem músicas utilizando aos salmos há milhares de anos e isto tem atraído pessoas das mais diversas religiões, buscando nos Salmos, conforto e proximidade com Deus.

De acordo com Myer Pearlman, “Nos livros históricos da Bíblia, Deus fala acerca do homem; nos livros proféticos, Deus fala ao homem, e nos Salmos, o homem fala a Deus”.[1]

Leiamos um Salmo que nos fala sobre o período em que os judeus estavam presos no cativeiro babilônico:

“Junto aos rios da Babilônia nos assentamos e choramos, lembrando-nos de Sião. Nos salgueiros, que há no meio dela, penduramos as nossas harpas. Porquanto aqueles que nos levaram cativos nos pediam uma canção; e os que nos destruíram, que os alegrássemos, dizendo: Cantai-nos um dos cânticos de Sião. Mas como entoaremos o cântico do SENHOR em terra estranha? Se eu me esquecer de ti, ó Jerusalém, esqueça-se a minha destra da sua destreza. Apegue-se-me a língua ao paladar se me não lembrar de ti, se não preferir Jerusalém à minha maior alegria. Lembra-te, SENHOR, dos filhos de Edom no dia de Jerusalém, porque diziam: Arrasai-a, arrasai-a, até aos seus alicerces. Ah! Filha da Babilônia, que vais ser assolada! Feliz aquele que te retribuir consoante nos fizeste a nós! Feliz aquele que pegar em teus filhos e der com eles nas pedras”! (Sl 137)

Vejamos o que Teólogo Americano Norman Champlin nos mostra:

“Os temas dos salmos envolvem não somente louvores ao Senhor, mas também alegria e tristeza pessoais, redenção nacional, festividades e eventos históricos. O seu fervor religioso e poder literário têm conferido a essa coletânea uma profunda influência através dos séculos, e não menos no mundo cristão”.

Vamos estudar em detalhes os Salmos durante este trimestre.

Que o Senhor nos abençoe ricamente.

1 – TÍTULO, DIVISÃO DO LIVRO E AUTORES

Apesar de muitas pessoas associarem a autoria dos Salmos à pessoa de Davi, existem outras pessoas que fizeram parte do seleto grupo que os compôs, porém, não existe como termos absoluta certeza sobre a quem deve ser realmente atribuído cada Salmo.

Vale a pena reforçarmos que no Novo Testamento existem várias citações dos salmos, como por exemplo em Hb 4.7; At 4.25, Rm 3.13, dentre outros.

É importante comentarmos que para alguns teólogos, os Salmos não são compostos por capítulos e versículos, pois são poesias, sendo assim, eles possuem somente versos.

1.1 – Título

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com 

Conforme já mencionamos o título deste conjunto de livros está intimamente ligado ao louvor e existem salmos que eram utilizado para louvar ao Senhor em ocasiões específicas, como é o caso do “Cântico dos Degraus” que eram os salmos cantados quando os judeus de várias partes do mundo estavam em Jerusalém para adorar ao Senhor. Os salmos que compõe o Cântico dos Degraus estão entre o 120 e o 134.

Lutero dizia que “Os Salmos são uma Bíblia em miniatura dentro da Bíblia, repletos de ideias religiosas e de fervor”.

Conforme mencionamos na introdução a este tópico, no N.T. existem várias citações dos Salmos, sendo a parte mais citada do A.T. por Jesus e seus discípulos.

Os Salmos faziam parte da segunda porção das Sagradas Escrituras dos judeus, conhecida como “Escritos”. Existia a Lei (Torah) contendo os cinco primeiros livros, os Escritos e os Profetas.

No Cânon atual, os Salmos estão alocados no que conhecemos como “Livros Poéticos”, juntamente com o livro de Jó, Provérbios, Eclesiastes e Cantares.

Um salmo que se destaca dentre os 150 é o de número 119, pois é um acróstico que utiliza as 22 letras do alfabeto hebraico e é composto por 22 estrofes, sendo cada uma destas com 8 versos.

O Salmo 119 é faz menção à grandeza da Palavra de Deus e associa as experiências humanas a Ela.

1.2 – Divisão do livro

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais https://ebdcomentada.com 

Originalmente os Salmos eram compostos por cinco divisões, conhecidas como “Os cinco livros” de acordo com Champlin. Vejamos:

“O livro de Salmos divide-se em cinco livros, cada um dos quais termina com uma Doxologia (forma de oração com adoração).

  • Livro I (Sal. 1-41);
  • Livro II (Sal. 42-72);
  • Livro III (Sal. 73-89);
  • Livro IV (Sal. 90-106);
  • Livro V (Sal. 107-150). 

Existem 17 tipos de salmos como veremos abaixo:

  1. O tema messiânico: Preservei este assunto para ser ventilado na seção oitava, onde ele é descrito pormenorizadamente.
  2. Louvor: Alguns exemplos são Sal. 47; 63; 104; 145 – 150.
  3. Pedidos de bênção e proteção: 86; 91 e 102.
  4. Pedidos de intervenção divina: 38 e 137.
  5. Confissão de fé, especialmente no tocante aos poderes e ofícios do Senhor: 33; 94; 97; 136 e 145.
  6. Penitência pelo pecado: 6; 32; 38; 51; 102; 130 e 143. Em algum destes salmos, o perdão recebido é o assunto principal.
  7. Intercessão em favor do rei, da nação, do povo etc.: 21; 67; 89 e 122.
  8. Imprecações: Queixas contra os adversários e o pedido para que Deus proteja, faça justiça e vingue. Sal. 35; 59; 109.
  9. Sabedoria, homilias espirituais, com o oferecimento de instruções (salmos pedagógicos): 37; 45; 49; 78; 104; 105-107; 122.
  10. O governo e a providência divina: Como Deus trata com todas as classes de homens, incluindo os ímpios. Sal. 16; 17; 49; 73 e 94.
  11. Exaltação â lei de Deus: 19 e 119.
  12. O reino milenar do Messias: 72.
  13. Apreciação pela natureza: Temos aqui um reflexo da bondade, da glória e da beleza de Deus. Sal. 19; 29; 33; 50; 65; 74; 75; 104; 147 e 148.
  14. Salmos históricos e nacionais, onde é elogiada a condição de Israel: 14; 44; 46-48; 53; 66; 68; 74; 76; 78-81; 83; 85; 87; 105; 108; 122; 124-129. São passados em revista muitos incidentes da história de Israel, e a providência divina é celebrada. O futuro de Israel é projetado de forma esperançosa.
  15. A humilde natureza humana e sua grandeza: 8; 31; 41; 78; 100; 103 e 104.
  16. A existência da alma e sua sobrevivência: 16.10,11; 17.15; 31.5; 41.12; 49.9,14,15. Historicamente, essa crença entrou no judaísmo mediante os Salmos e os livros dos profetas, e mostra-se ausente no Pentateuco.
  17. Liturgia: 4; 5; 15; 24; 26; 30; 66; 92; 113-118; 120-134.

Um ponto importante e curioso é que existe uma semelhança de conteúdo entre os Salmos e o Pentateuco e, alguns rabinos o chamavam de “Pentateuco de Davi”.

Vejamos:

  • Pecado: Gênesis (Sl 1-41)
  • Salvação: Êxodo (Sl 42-72)
  • Adoração: Levítico (Sl 73-89)
  • Peregrinação: Números (Sl 90-106)
  • Obediência: Deuteronômio (Sl 107-150)

1.3 – Autores

Concordamos que todos os Salmos foram inspirados por Deus e, por este motivo, fazem parte do cânon sagrado ou das Sagradas Escrituras.

Com mencionado em tópicos anteriores, apesar da maioria dos salmos terem sido escritos por Davi, outras pessoas participaram desta coletânea de louvores, vejamos:

  • Salomão: Dois salmos foram atribuídos a ele, (Sal. 72 e 127);
  • Hemã, o sábio: Um salmo (Sal. 88);
  • Etã, o sábio: Um salmo (Sal. 89);
  • Moisés: Um salmo (Sal. 90);
  • Cantores Levíticos de Asafe e dos filhos de Coré: Vinte e três salmos:(Sal. 50; 73-83; Sal. 42, 43, 44-49, 84, 85, 87);
  • Os quarenta e nove salmos restantes são anônimos. 

Existem teólogos que dizem que a maioria dos Salmos foram compostos no período pós exílico, mas isto não passa de especulação, pois existem salmos mais antigos, como por exemplo, o que foi escrito por Moisés.

Podemos acreditar que a maior parte dos salmos foi composta mais ou menos na época do primeiro templo de Jerusalém, ou seja, 1000 A.C., ou ligeiramente mais tarde.

2 – PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO LIVRO

Evangelista Leonardo Novais de Oliveira

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos que mantemos uma parceria missionária com a EQUIPE SEMEAR, localizada na cidade de Uberaba – MG, que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada