Ensinando e fazendo Missões

Buscar no blog

Nossos Esboços Recentes

Betel Jovens – 4 Trimestre 2019 – 01-12-2019 – Lição 9: Fuja da corrupção mundana!

30/11/2019

Esse post é assinado por Cláudio Roberto de Souza

TEXTO DE REFERÊNCIA

2 Pedro 1:3-7
3 Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou por sua glória e virtude,

4 pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que, pela concupiscência, há no mundo,

5 e vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude, a ciência,

6 e à ciência, a temperança, e à temperança, a paciência, e à paciência, a piedade,
7 e à piedade, a fraternidade, e à fraternidade, o amor. (ARC)

VERSÍCULO DO DIA

Tiago 1:27
27 A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo. (ARC)

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  • Entender o que significa corrupção;
  • Compreender onde começa a corrupção;
  • Aprender como vencer a corrupção.

INTRODUÇÃO

A corrupção é um câncer que a milênios tem degradando o mundo e o povo de Deus. Trata-se de um tema bastante atual e que estamos de certa forma, acostumados a ouvir sobre o mesmo; temos fortes exemplos principalmente em nossa política, no entanto, a corrupção infesta todas as camadas da sociedade, do maior ao menor, do rico ao pobre, do culto ao indouto e nos indignamos facilmente quando nos deparamos com ela.

Neste modesto estudo, iremos entender sobre tão repugnante assunto, seus meandros e especialmente, como não ser contaminado.

1 – O QUE É CORRUPÇÃO

Ao estudar da etimologia da palavra corrupção, encontramos: “corrupção” vem do termo latino “corruptione”, junção das palavras “cor” (coração) e rupta (quebra, rompimento), isto é, um coração que foi rompido, ou que se deixou quebrar por interesses ilegítimos, fraudulentos, degenerados, ilícitos e ilegais! (grifo meu).

O conceito de corrupção pode ser definido como: corrupção ou corrompimento, em sentido lato, corresponde à ideia de decomposição. Na esfera das relações humanas em particular, está relacionado ao suborno: ato ou efeito de se corromper, oferecer algo para obter vantagem em negociata onde se favorece uma pessoa e se prejudica outra.

Gosto da definição e corrupção do dicionário Priberam:

  • Ato ou efeito de corromper ou de se corromper;
  • Alteração do estado ou das características originais de algo. (Adulteração);
  • Comportamento desonesto, fraudulento ou ilegal que implica a troca de dinheiro, valores ou serviços em proveito próprio.
  • [Figurado] Degradação moral. (Depravação, perversão);
  • Sedução.
  • A ação de corromper também pode ser entendida como o resultado de subornar, dando dinheiro ou presentes para alguém em troca de benefícios especiais de interesse próprio.

Outrossim, a corrupção é um meio ilegal de se conseguir algo, sendo considerado grave crime em alguns países. Normalmente, a prática da corrupção está relacionada com a baixa instrução política da sociedade, que muitas vezes compactua com os sistemas corruptos.

A corrupção na política pode estar presente em todos os poderes do governo, como o Legislativo, Judiciário e Executivo. No entanto, a corrupção não existe apenas na política, mas também nas relações sociais humanas, como o trabalho, por exemplo.

Para que se configure a corrupção, são precisos no mínimo dois atores: o corruptor e o corrompido, além do sujeito conivente e o sujeito irresponsável, em alguns casos.

1.1 – A corrupção do mundo

Tiago 1:27
27 A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo. (ARC)

Para Warren Wiersbe, a religião pura não tem relação alguma com cerimônias, templos ou dias especiais. Antes, significa praticar a Palavra de Deus e compartilhá-la com outros por meio de nosso falar, serviço e separação do mundo.

Tiago, ao falar sobre “guardar-se da corrupção do mundo”, refere-se à “sociedade sem Deus”. Satanás é o príncipe deste mundo (Jo 14.30), e os perdidos são filhos deste mundo (Lc 16.8). Como filhos de Deus, estamos fisicamente no mundo, mas não somos espiritualmente do mundo (Jo 17.11-16). Somos enviados para o mundo a fim de ganhar outros para Cristo (Jo 17.18). Somente mantendo a separação é que se pode servir a outros.

Lembramos que o mundo está mergulhado no fracasso ético moral. A corrupção é o seu padrão e desde os tempos mais remotos ela está presente nas sociedades e relações. Combatê-la é um desafio gigantesco, enfrentá-la é uma enorme dificuldade e suportá-la é um martírio para os oprimidos pela corrupção.

Leiamos um exemplo bíblico:

Miquéias 3:11
11 Os seus chefes dão as sentenças por presentes, e os seus sacerdotes ensinam por interesse, e os seus profetas adivinham por dinheiro; e ainda se encostam ao SENHOR, dizendo: Não está o SENHOR no meio de nós? Nenhum mal nos sobrevirá. (ARC)

1.2 – A corrupção de cada dia

Quando falamos em corrupção, logo pensamos em política, pensamos em como o sistema político brasileiro está embebido de corrupção e cambaleante em suas determinações parciais, injustas, arbitrárias, tendenciosas e até ilegais. Mas a corrupção vai muito além da política, pois antes de ser um político a pessoa é um cidadão comum e como cidadão muitas vezes nos deixamos corromper. Desde uma fila que é cortada, uma simples compra de produtos piratas até um imposto sonegado são formas de corrupção vigentes e cometidas a todo o momento no dia a dia.

Dou-lhes um exemplo: Por viajar muito a trabalho, sempre que utilizo algum serviço, solicito uma NF ou cupom fiscal para posteriormente prestar contas a empresa das despesas. Os atendentes dos diversos estabelecimentos, invariavelmente sempre me perguntam se o valor da NF deve se o mesmo valor que paguei pelo serviço. Eles perguntam: “Senhor, quer que eu coloque o mesmo valor gasto ou outro?” Por que fazem isso? Porque a corrupção está impregnada no coração, na mente, na cultura da sociedade.

Quando estive desempregado por quase quatro anos, um obreiro me ofereceu emprego de comissionamento na câmara de vereadores de uma cidade no norte do país, e fez questão de frisar que era uma bênção, pois sequer eu precisaria ir para o trabalho. Isso é funcionalismo fantasma! Rejeitei imediatamente e o repreendi, no entanto, de nada valeu. Passados quase um ano, o nome deste obreiro circula nos noticiários da cidade como corrupto!

Já ouvi “tristemunho” de “cristãos” que foram “abençoados” por Deus quando receberam troco a mais de um vendedor. Outros que usaram dinheiro de furto para gravarem CDs e líderes que pregam o recebimento de dízimos até de traficantes. Em todos os casos, a corrupção está presente.

O mundo deseja corromper o cristão e contaminá-lo e tudo o que se corrompe é corrupto. Devemos nos precaver para não sermos apanhados na rede mundana da corrupção.

A Bíblia explicita a corrupção nos dias de Miqueias que alça a sua voz profética contra tal prática:

Miquéias 7:2-3
2 Pereceu da terra o piedoso, e não há entre os homens um que seja reto; todos espreitam para derramarem sangue; cada um caça a seu irmão com rede.

3 As suas mãos estão sobre o mal e o fazem diligentemente; o príncipe exige condenação, o juiz aceita suborno, o grande fala dos maus desejos de sua alma, e, assim, todos eles juntamente urdem a trama. (Almeida Revista e Atualizada)

Wiesber explica que naqueles dias, o povo de Jerusalém, os comerciantes eram fraudulentos (Mq 6.10-12), usavam pesos e medidas adulterados, de forma que os compradores não recebiam por aquilo que pagaram (Lv 19.35,36; Dt 25.13-16).

Por que esse pecado entristecia tanto o Senhor? Porque, ao fazer tais coisas ilícitas, esses negociantes abusavam dos pobres e necessitados da terra, pessoas com as quais, Deus se preocupa de modo especial (Am 8:4-10).

O sistema econômico da lei mosaica garantia o cuidado dos pobres e necessitados, mas os comerciantes ricos do tempo de Miquéias haviam abandonado esse sistema. Roubavam dos pobres tanto a justiça quanto os elementos mais essenciais para sua sobrevivência, um pecado que Deus não podia ignorar. E mais: além de fazer seus próprios pesos e medidas e de subornar os tribunais, os ricos eram explicitamente violentos (Mq 6:12; e também 2:2; 3:1-3). Usavam de força para despejar as pessoas de suas casas e terras e as deixavam desamparadas, sem lar ou sem qualquer fonte de renda. Quando os pobres tentavam se proteger indo à justiça, os comerciantes ricos mentiam sobre a situação e convenciam os oficiais de que suas ações eram certas.

O relato acima dos tempos de Miqueias ocorreu em cerca de 710 a 740 anos a.C. e o que acontece hoje em nossos dias, não é nenhum pouco diferente, pois a corrupção é algo nato do coração humano. Passam-se os tempos e o comportamento humano sem Deus é o mesmo.

2 – AS CONSEQUÊNCIAS DA CORRUPÇÃO

Evangelista Cláudio Roberto de Souza

Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!

É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.

vantagens

Informamos também que apoiamos o seguinte trabalho evangelístico:

  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;

CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…

Deus lhe abençoe ricamente!!!

Equipe EBD Comentada

Postado por ebd-comentada


Acesse os esboços por categorias


Copyright Março 2017 © EBD Comentada